sábado, 20 de junho de 2015

Propaganda anti-semita

O anti-semitismo foi uma das características do nazismo que conduziu ao programa "Solução Final" que tinha como objectivo a morte de todos os judeus.

video

EFEITOS DA GRANDE DEPRESSÃO DOS ANOS TRINTA






















O empazinamento económico gerou a fome humana, e a queda verificada na Bolsa de Valores "limpou"como uma varinha mágica, cerca de 16000 milhões de dólares em títulos, o que abalou todo o mundo capitalista: no nosso país faliram uns 5700 bancos, e em 1933 cerca de 17 milhões de trabalhadores americanos percorreriam as ruas desoladas, desempregados.
Uma parte tão grande da América estava confusa, a olhar para a esquerda e para a direita! Nas ricas terras de lavoura do Sul da Indiana vi uma cena que dir-se-ia resumir tudo. Um jovem agricultor de ombros largos avançava ruidosamente pela estrada fora, a conduzir muito a sério uma geringonça nascida da depressão: um Ford cortado ao meio, com um cavalo atrelado à metade traseira, a que tinham sido acrescentados varais. (...) "Não há dinheiro para a gasolina ", explicou o homem laconicamente, "mas a erva é de graça, ou pelo menos era da última vez." Em Duluth, cidade rainha à cabeceira de Lagos, procurei o organizador do Conselho de Desempregados, um homem da terra, que me falou das glórias da sua cidade antes da depressão (.. .). Deu-me o braço e conduziu-me ao longo das margens do lago Superior: Bateu à porta e uma pobre mulher finlandesa, talvez dos seus sessenta anos, veio abrir a limpar as mãos no avental. O homem disse-lhe que no dia seguinte haveria uma manifestação de protesto na Câmara Municipal e perguntou-lhe se ela iria e se contaria a sua história (...).
A mulher ajeitou com a mão as farripas soltas do cabelo esbranquiçado e convidou-nos a entrar na cozinha, onde havia um fogão tristemente apagado.
Disse que o marido partira para Meneápolis há sete meses, à procura de trabalho, mas não arranjara nada? Os poucos dólares que começara por mandar tinham deixado de chegar e o posto de auxílio da cidade também deixara de ajudar: "E agora?", perguntou-lhe o organizador: "E agora não há nada." O homem desviou os olhos e disse que um amigo comum informara o Conselho dos Desempregados de que ela matara o seu cão para comer. Os olhos azul-claro da mulher fitaram-nos sem pestanejar; e ela explicou:
"Tenho três filhos; era o Óscar ou eles. Não comemos mais nada durante cinco dias", as crianças tinham saído à cata de comida. Apontou uma pequena cruz de madeira junto da cerca e acrescentou: "Os pequenos enterraram os ossos de Óscar: Foi a sua mascote durante muito tempo ".Joseph North, in Nenhum Homem é Estrangeiro

Tina Modotti



 TINA MODOTTI


Não nasceu no século em que nascemos…. Mas foi por pouco!
Aquilo que interessa ela fez no século em que nascemos.

Nasceu em Udine, Itália, em 1896 e morreu na Cidade do México em 1942.
No início da chamada “Renascença Mexicana” encontramos Tina Modotti na cidade do México.
Movimenta-se entre figuras destacadas do meio artístico como Frida Kahlo, Diego Rivera, David Alfaro Siqueiros.
Entre 1923 e 1930 trabalhou como fotógrafa profissional.
A sua militância política inicia-se em 1927, ano em que se filia no Partido Comunista.
Em 1929 realiza sua primeira exposição fotográfica na Universidade Nacional Mexicana.
Expulsa do México pela sua atividade política, vai para Berlim onde se empenha cada vez mais no movimento comunista.
Em 1939, tendo mudado de nome, regressa ao México,morrendo em 1942 em circunstâncias nunca esclarecidas.
No seu funeral foi colocada uma bandeira com uma foice e um martelo sobre seu túmulo.
A sua obra como fotógrafa coloca-a entre os grandes fotógrafos do século XX. 
Os temas das suas fotografias são 
reveladores do seu posicionamento político.

callalily, 1925
canas de açúcar, 1925   















children_river 1929  
 
festa em juchitan, 1929
 
hands_washing_1927 



























lily and Bud, 1925
 
Mãos, 1927


 
Men_at_market-1926-29




 
modotti_campesinos


























 
modotti_roses





 
stadium_1927
foice e martelo